nav

BLOG MINDEDUCA





Castigo ou Meditação?


10/10/2016


Estar atento ao que se passa consigo mesmo e ao seu redor, isso é meditação mindfulness. Este estado de atenção plena, de vigilância constante mas sem esforço, é um importante ponto de partida para desenvolver a empatia pelo outro, avaliando os impactos dos próprios sentimentos, ideias e ações, e aprender a encontrar o melhor caminho para lidar com situações difíceis. Isso vale para os estudantes, mas também para os educadores e as famílias.

Uma escola de ensino infantil Robert Coleman, em Baltimore, nos Estados Unidos, resolveu substituir o castigo por sessões de meditação. O resultado foi a melhora no acolhimento do outro, consciência do erro, concentração e tranquilidade, na relação entre os estudantes, e a diminuição da taxa de suspensões.

A proposta é fazer a criança pensar, mas não no sentido punitivo, mas como uma reflexão interior. As crianças são motivadas a fechar os olhos, respirar e se conectar consigo mesmas. A proposta é tornar isso um hábito, e que possam também estimular as crianças a levar este hábito para as famílias e amigos.

Pode não ser uma única forma de solução, mas sem dúvida é uma alternativa para buscar soluções em meio ao agitado e conturbado cenário de muitas escolas.



EDUCAÇÃO ESCOLA FAMÍLIA MEDITAÇÃO MINDFULNESS



Temas
COMUNICAÇÃO TRANSDISCIPLINARIDADE MINDFULNESS CULTURA DE PAZ FAMÍLIA SUSTENTABILIDADE EDUCAÇÃO EM VALORES DESENVOLVIMENTO HUMANO FELICIDADE NEUROCIÊNCIAS LIDERANÇA COMPAIXÃO EDUCAÇÃO CÉREBRO REDES DE RELACIONAMENTO MEDITAÇÃO ÉTICA ESCOLA

Veja também

Quem faz

Regina Migliori dedica-se a desenvolver o potencial ético e sustentável das pessoas, organizações e comunidades. Atua tanto na pesquisa acadêmica, como na implantação de projetos junto a governos, empresas, organismos internacionais e instituições de educação. Sua formação é multidisciplinar, o que lhe permite atuar em diferentes contextos: é Bacharel em Letras e Bacharel em Direito pela Universidade Mackenzie, Doutoranda em História e Filosofia da Ciência na Universidade Nacional Tres de Febrero de Buenos Aires, Pós-Graduada em Neuropsicologia pelo CDN-UNIFESP. Realizou estudos e pesquisas sobre práticas contemplativas com Alan Walace, do  Instituto Santa Bárbara de Estudos da Consciência (EUA); no Mosteiro Sakya Tsarpa Thupten Dekyid Oedbar Ling; The International Buddhist Academy (IBA); The Sakya College; pesquisou sobre práticas contemplativas aplicadas à educação em diversas instituições, entre elas The Sakya Centre; Thubten Namgyal Ling: The Sakya Institute; Tibetan Homes Schools - instituição de educação estabelecida pelo Dalai Lama em 1962. É Consultora em Cultura de Paz da UNESCO, professora nos MBAs da Fundação Getúlio Vargas, professora da UMAPAZ-Universidade do Meio Ambiente e Cultura de Paz de São Paulo;  Professora convidada na UNIFESP nas áreas de saúde, educação e transdisciplinaridade; Foi Diretora de Sustentabilidade do CIESP. Foi "case" internacional, na Universidade de Toronto. É palestrante, articulista em diversos meios de comunicação, autora de livros e programas de  e-learning. E o mais importante: acredita que todas as pessoas podem desenvolver seu nível de excelência, e trabalha para isso com muito entusiasmo!



Cadastre-se para receber novidades por email:

Dúvidas? Estamos ansiosos para ouvir você.

Gostaria de levar o MindEduca para sua instituição?
SAIBA MAIS
Quer realizar um
evento na sua cidade?
ENTRE EM CONTATO
Quer se tornar
um instrutor?
SAIBA MAIS
Quer saber mais ou
falar com a gente?
ENTRE EM CONTATO

ANTES DE IR EMBORA

Conheça o MindEduca Trabalho